Seguidores

sábado, 29 de abril de 2017

Poesia Anna Ribeiro ? NeydeBohon

          Metáforas do Tempo e o Vento

                               Anna Ribeiro

[....] Talvez; melhor seria deixar tudo como está
Entretanto sem rumo, continuo caminhando
Em ruas apinhadas de gente apressada
Invejo o vento que livre rodopia ao bel – prazer
 Varrendo o chão, joga as folhas outonais a qualquer destino
 Quem sabe, o inesperado possa estar no dobrar da esquina!
No devaneio deste imaginário
Que a vida não escolhe, mas acolhe
Em cumplicidade com o tempo
O vento segue com seus caprichos...
Ah, possível seja que o tempo olhe pelo começo de mim
Refazendo-me a vida de coisas que realmente me toquem...
Como a saudade que sinto, nesta morna manhã de outono

                                  *****






Nenhum comentário:

Postar um comentário