segunda-feira, 3 de outubro de 2011

...Em Fuga

Em dormentes trilhos,
Já antigos...
Versos de amor
Passa na janela do trem
A difusa paisagem da saudade!

Viajando em estação...Outono
Na bagagem lembranças e sonhos
Cansada; cerra as palpebras
Mas; pelos corredores do vagão,
 
Ventos a uivar.
Das folhas ao vento; 
Esconde-se; o ontem...
Olhando em volta; vazio

Deixou escapar um suspiro!
Nesta viagem do tempo!/ Se antes declarada
Hoje não haveria o momento sentido.
 
Anna Ribeiro.


 

4 comentários:

  1. Uma imagem linda e bela, que dá vontade de seguir viagem neste trem.
    A vida é uma verdadeira Viagem.
    Viajar é tudo bom. Bela participação. Estamos ai contigo.
    http://sandrarandrade7.blogspot.com/
    Vou te esperar na Interação para compartilharmos dessa bela viagem..
    Até mais,
    Sandra

    ResponderExcluir
  2. Muito fofo seu blog. Gosto muito de um poeta conteporâneo: Manoel de Barros.

    ResponderExcluir
  3. Lindo poema, adoro trens...beijos e tá lindo aqui! chica

    ResponderExcluir
  4. Neyde, parabéns pelo blog. Lindos textos.

    ResponderExcluir